Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

quarta-feira, 12 de março de 2008

O leite de vaca...

A pedido de uma mãmã, hoje venho falar do leite...leite comercial, leite de pacote, leite de vaca mas para os miúdos, gordo, sempre gordo, salvo em casos de obesidade infantil.
Este alimento é de extrema importância nos 1ºs anos de vida, dado que fornece o cálcio tão importante para o desenvolvimento do esqueleto e fortalecimento dos dentes. De salientar que este mineral é muito melhor absorvido pelo organismo quando provém do leite do que dos vegetais. Por isso se recomenda também, que a criança apanhe algum sol, todos os dias, pois deste modo, o organismo poderá produzir vitamina D que ajuda a fixar o cálcio.
Na generalidade dos casos, a partir dos 12 meses, o pediatra sugere a introdução do leite de vaca, embora o ideal, segundo os mais exigentes, seria só a partir dos 3 anos. Questões económicas e sociais impõem-se face à falta de contribuições por parte do Estado para os leites de fórmula.
Por isso, se a criança até ao ano de idade não apresentou casos de intolerância nem tem casos na família, então inicia-se a introdução do leite de vaca.
Existem no mercado várias opções: em que varia o teor de gordura (gordo, meio-gordo, magro), o tipo de tratamento térmico (UHT ou pasteurizado = do dia) ou enriquecidos.
Embora o teor de gordura não comprometa o teor de cálcio, o mesmo já não se pode dizer das vitaminas, já que a A, tão importante para o sistema nervoso central, por se encontrar na gordura do leite, apresenta teores mais elevados. Assim se não existem casos de excesso de peso, então este será o mais indicado, pelo menos até aos 3 anos. A ingestão diária deve rondar os 500ml e deverá ser contabilizada a partir de outros alimentos que o contenham, nomeadamente a papa, o queijo fresco ou fermentado, os iogurtes, o leite creme, os batidos de fruta...Aliás, estes últimos são uma excelente forma "camuflada" de agradar o filhote mais exigente. Não esquecer que o chocolate e o café dificultam a absorção deste mineral...
Bem, agora falemos do UHT ou do dia. É sabido que o leite do dia foi sujeito a um processo de esterilização mais ligeiro, o que respeita a sua integridade vitamínica mas poderá comprometer a sua segurança microbiológica. Por isso, é imperativo cumprir os critérios de segurança: sempre no frio, consumir em 24 horas depois de aberto!
Uma coisa é certa: seja qual for a sua escolha, importante, importante, é que nunca o ferva pois estará a destruir a vitamina B12 que ajudará o filhote a proteger-se de infecções... Além disso, deve ter-se sempre o cuidado de o manter muito bem fechado: as bactérias adoram os alimentos proteicos com baixa acidez e facilmente poderão desenvolver-se sem que se note! Afinal está lá tudo que elas precisam: água, ferro, açúcar (lactose...)
A não ser que queira eliminar cheiros desagradáveis do frigorífico e então não há nada melhor que lá pôr um copinho de leite... durante algumas horas.

Os leites enriquecidos? Só em situações muito, muito excepcionais! Habituação ao açúcar e excesso tóxico de vitaminas lipossolúveis fazem destes leites um alimento a evitar!


Consultora em Alimentação

Leia também:

Siga BabySol® nas Redes Sociais:




Email

Receba as actualizações do Portal BabySOL®:


Introduza o seu email:


4 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Eu dou o leite de crescimento com cereais da Nestlé ao meu filho de 14 meses, tendo o mesmo sido um dos recomendados pela Pediatra.
    Dos que ela indicou (2 da Nestlé 1 com e outros sem cereiais e o da Mimosa), pareceu-nos este o mais completo depois da leitura dos dados no pacote?
    Até agora não notamos qualquer tipo de alergia à proteina da vaca, até porque ele come queijo, e não temos casos conhecidos de intolerância na família.
    Não sou muito apologista de leite gordo, mas fiqui na dúvida: Será o leite cerais crescimento 1/3 anos da Nestlé bom, ou publicidade enganosa?
    Nany

    ResponderEliminar
  3. Ola Solange,

    Eu ainda não estou nessa fase mas já é bom ir preparando terreno com os teus conselhos.

    Ah...já agora PARABÉNS!!!!! Mais de 10000 no teu blog. Muitos PARABÉNS pelo teu Blog que tanto tem ajudado as mamãs na área da Nutrição Infantil.

    ResponderEliminar
  4. Olá
    Pois eu realmente não recomendo os leites de crescimento comerciais, salvo casos de a criança estar muito abaixo do percentil de crescimento e/ou não aceitar, após várias tentativas, o leite convencional.
    Se a criança tem uma alimentação variada corre-se o risco de haver excesso de toma de vitaminas, o que também não é positivo, nomeadamente no caso das vitaminas lipossolúveis, em que, por exemplo, no caso da vitamina A, pode trazer problemas para o organismo.
    O pediatra terá a palavra final mas cada vez mais, evitam-se alternativas como esta...só em último caso, combinado
    Bjs e até breve,

    Solange

    ResponderEliminar

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!