Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

O açúcar na alimentação infantil...

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (WHO), a obesidade e a diabetes infantil as são epidemias silenciosas do séc. XXI. Por trás destas doenças está, sem dúvida, o consumo exagerado de alimentos doces e com gordura saturada.
Onde quer que passemos, existe facilmente, e a preços muito acessíveis, rebuçados, chupas, donut's, gomas, bolos, etc. que, além de serem um potencial foco de perda de apetite, são também um veículo de aditivos (corantes, gelificantes, espessantes...) que, na forma de cocktail em que se encontram vão ultrapassar toda a expectativa dos estudos realizados, principalmente se considerarmos que são ingeridos pelas crianças, o grupo mais susceptível que existe (vejam a tabela de aditivos na coluna da direita).
Neste sentido, gostaria hoje de alertar mãmãs, pápás, avós, tios, primos, vizinhos, etc. que, ao contrário do que pensam, não é carinhoso oferecer-lhes estas lambarices, muito menos que se torne um hábito... Quando ingeridas entre as refeições, estas ofertas contribuirão para a perda de apetite o que levará a que comam menos nas refeições principais, privando o organismo dos nutrientes que lhe são vitais. Além disso, sabe-se hoje que o metabolismo dos açúcares gasta vitamina B1, importantíssima para as funções cerebrais ...ou ainda não repararam como ficam descontrolados quando consomem doces em excesso? E na obstipação que provoca? E nas cáries dentárias?
O consumo isolado de alimentos com açúcar leva a rápidos picos de insulina no organismo que resulta numa saciedade que também chega rápido (por isso sabe tão bem) e também passa rápido. A criança nunca se sente satisfeita, nunca. Por isso, está sempre a comer, cansando o organismo...
É pois, importante, actuarmos nos primeiros anos de vida para que o paladar do nosso filhote não fique dependente do açúcar, evitando desde cedo leites, papas, bolachas, pães industriais adoçados (por vezes com mel!) propositadamente para vender, vender. Afinal, o açúcar natural que existe no leite (lactose) e na fruta (frutose) serão uma excelente fonte deste hidrato de carbono de absorção rápida, que tem obviamente o seu papel no organismo, mas quando consumido com moderação e em alimentos com valor nutritivo.
É dificil dizer NÃO aos filhos, bem sei, o apelo ao açúcar está em todo o lado, por isso, não façam disso o fruto proibido e ofereçam-lhes doces, sim senhora, mas sempre, sempre a seguir ás refeições, onde o impacto será muito, muito menor...
Tome nota: analise o rótulo e verifique a criatividade dos industriais para enganar os pápás...açúcar é o mesmo que: sacarose, glicose, glucose, frutose, dextrose, maltose, xaropes de milho, glucose, frutose...

Dra. Solange Burri
Consultora em Alimentação

Leia também:
Os iogurtes pequenos: sim ou não?
VOU PRESA: 2º produto a abater - O iogurte que não precisa de frio!
ALERTA: Sair de casa com alimentos para o Bebé
Iogurte para o bebé...está frio?
Leitura do rótulo: o açúcar
Guardar o iogurte...posso?
Iogurte caseiro e o açucar


Receba as actualizações do Portal BabySol®:

Introduza o seu email:

Email

Siga BabySol® nas Redes Sociais:



6 comentários:

  1. Olá Solange:
    Mesmo muito útil, este teu blog! Ainda bem que o encontrei porque foi através de 1 post teu na PB( há já algum tempo) que fiquei a saber que afinal, ao contrário do q usualmente se pensa, se podem congelar líquidos em frascos de vidro!
    Bj
    Cláudia

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    Obrigada pelo teu comentário!
    Sim, é verdade que os liquidos podem ser congelados em frascos de vidro...é preciso apenas ter o cuidado de deixar algum espaço (cerca de 2 cm) entre o alimento e a tampa para evitar que o frasco se parta, durante a congelação...
    Espero ter ajudado.
    bjs
    Solange

    ResponderEliminar
  3. Olá sempre muito uteis os conselhos.

    Eu bem sou a chata que não deixo o meu filho de 2 anos comer doces, mesmo bolachas tento evitar, prefiro oferecer-lhe fruta ou pão.

    Beijo

    Marta

    ResponderEliminar
  4. ola Solange,tenho um filho com quase 3 anos que nao bebe leite sem açucar.Tudo começou porque ele passou uma fase em que se recusava a beber o leite,tentamos tudo,desde papas,k nunca gostou,chocolate que ainda nao é fã e acabamos a adoçar lhe o leite metendo lhe um pouquinho de açucar,começou a beber alguma coisa.Desde aí bem tentei tirar,mas ele diz logo não tem "atutar".
    Como cá em casa praticamente não usamos açucar refinado,usamos o adoçante,será que se substituir o açucar pelo adoçante é "menos mau"?

    bjs e parabéns pelo excelente trabalho BABySOL

    Cristina

    ResponderEliminar
  5. Olá Cristina,
    Os adoçantes, e independentemente do sucedâneo de açucar que utiliza (aspartame, sacarina, etc)são aditivos, sem qualquer valor nutricional, e ao contrário do açucar que, em quantidades muito discretas tem até interesse nutricional pelo seu efeito sedativo. Além disso, sabe-se hoje e ainda não totalmente provado, que os adoçantes combinados com determinados alimentos podem exacerbar o impacto negativo que se julga que tenham.
    Assim, minimize o "atutar" no leite do filhote, já que este alimento tem já açucar natural - lactose - e substitua o açucar refinado por açucar mascavado, com valor nutricional superior.
    Espero ter ajudado.Obrigada ainda pela sua participação e palavras de reconhecimento.
    Bjs e fique por perto,
    Solange Burri

    ResponderEliminar
  6. pára de comprar açúcar e fala pra ele q acabou qe não vai comprar mais, chega, é pro bem dele. E mostra pra ele o que tem pra comer, as opções saudáveis. Se ele não quiser diz q tdo bem. Deixa ele com fome, no primeiro dia ele pode espernear, no segundo também... mas ele vai começar a comer, quem sabe lá pelo 4o dia... (isso se vc não molengar e der outra coisa). E depois~vai comer o q vc der. Bota uma coisa na cabeça, criança não morre de fome com comida na mesa. Qdo a fome apertar come até pedra (isso se vc for firme e mostraer c toda a certeza q não vai fraquejar e dar o q ele quer). Mas se não se importar continue assim deixando seu filho ter o próprio limite de alimentação e terá um adulto (senão criança) com problemas fde obesidade e diabetes, que puxam outros problemas mais.

    ResponderEliminar

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!