Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Como ajudar as crianças a dormir?

Alimentos para combater as insónias
Café, chocolate ou chá preto são alimentos conhecidos por dificultarem a chegada do sono, devido às suas propriedades estimulantes. Já menos conhecidos são os alimentos que favoreçam o sono. Leite quente e infusões calmantes – como a camomila ou a tília – ajudam a induzir o sono, mas o trabalho pode ser reforçado à hora de jantar. Basta, para isso, juntar leguminosas ao prato.
De acordo com a nutricionista Alexandra Bento, a ingestão de alimentos da familia do leite, as carnes e as leguminosas, como os feijões (preto, encarnado, manteiga, frade, catarino…), grão-de-bico ou ervilhas pode evitar uma noite a contar carneirinhos. Estes alimentos contêm uma grande quantidade de triptofano, um aminoácido essencial que auxilia naturalmente o sono. Estes alimentos funcion
am, desta forma, como uma espécie de “remédio caseiro” para as insónias.
Mas o seu efeito pode aumentar se forem integradas em refeições com hidratos de carbono, como as massas ou o arroz. Na verdade, esta combinação favorece os níveis de serotonina e melatonina, substâncias indutoras do sono.

O sono é essencial à vida. Já diz o ditado que “deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer”. Porém, esta velha máxima não é seguida por 30 por cento da população portuguesa, segundo dados do Observatório Nacional da Saúde (ONSA).
Coma bem... e durma melhor
As noites “mal dormidas” podem ter os dias contados, bastando para isso que adopte uma alimentação variada e equilibrada, socorrendo-se também destes pequenos “truques”. Para conseguir uma noite tranquila, a Organização Mundial da Saúde deixa algumas recomendações: evitar o sedentarismo, ter uma alimentação variada e equilibrada, considerando horários e quantidades ingeridas.
Agora, não se esqueça de garantir a inclusão de alimentos ricos em triptofano, que ajudam a relaxar, e evitar os que prejudicam o sono, como como o café ou o chá preto, ricos em cafeína ou xantina, ou outras bebidas estimulantes, como as colas ou o guaraná. A inclusão de leguminosas numa refeição mais ligeira ao jantar é muito fácil, seja em sopas, estufados ou em saladas.

Apesar de pequenas, as leguminosas têm propriedades nutritivas que podem melhorar o pesadelo das insónias e da sonolência diurna:
- São ricos em ácido fólico, essencial para o funcionamento do sistema nervoso
- Têm sais minerais (magnésio, zinco, cobre, cálcio e ferro) que melhoram a duração e a qualidade do descanso
- Aportam vitamina B1 (tiamina) capaz de combater a ansiedade e deixar o corpo mais relaxado

Ter uma noite tranquila também deve ser prevista durante o dia
Todos sabemos que a qualidade do repouso afecta a capacidade de trabalho e concentração. Os especialistas garantem que, para manter corpo e mente sãos, é necessário descansar bem durante 7-9 horas por noite. Por isso, está na hora de investir numa alimentação cuidada e mudar alguns hábitos.

Aqui ficam as dicas de Alexandra Bento:
- Não vá para a cama nem com fome, nem com o estômago demasiado cheio;
- Não abuse dos líquidos antes de dormir, assim acorda menos vezes para ir à casa de banho;
- Beber café, chás fortes ou bebidas alcoólicas está fora de questão;
- Pratique uma actividade física regular. Um passeio a pé meia hora antes de se deitar pode fazer maravilhas;
- Se tem peso a mais, faça um esforço por perder alguns quilos. Sabia que a obesidade aumenta o risco de diversas doenças do sono?
- Tenha cuidado com os alimentos muito processados, condimentados ou com alto teor de gordura ou açúcar;
- Não coma pelo menos duas horas antes de dormir;
- Tente deitar-se e acordar sempre à mesma hora.
Fonte: Alexandra Bento - Nutricionista e Presidente da Associação Portuguesa de Nutricionistas.

Consultora em Alimentação

Leia também estes artigos:
O que diz o Sr. Doutor - As necessidades de sono para cada faixa etária
Ajudar as crianças a dormir
O meu filho dorme mal
Usar ou não usar a chupeta?
Porque o meu bebe fica tão irrequieto
O bebé não dorme...o que fazer?
ALERTA: Plano alimentar desactualizado?

Siga BabySol® nas Redes Sociais:



Email

Receba as actualizações do Portal BabySOL®:

Introduza o seu email:


Sem comentários:

Enviar um comentário

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!