Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

sexta-feira, 6 de junho de 2008

ALERTA: Levar alimentos na viagem de férias...?

Estou a pensar em fazer o seguinte nestas férias e gostava de saber se estou a fazer bem ou não.Vou 15 dias para uma casa fora de Lisboa.Estou a pensar em fazer sopa na véspera de sair para o dia de viagem e no outro dia, ou seja, esta última sopa tem 2 dias.Vou tranportar numa mala isotermica com várias placas frias para conservar. Será que nas 3 horas que leva a viagem aguenta sem se estragar?Não há problema em fazer a sopa na vespera, ou seja, faço a sopa na 2ª feira, viajo na 3ª. feira e come a sopa e 4º. feira ainda come essa mesma sopa feita na 2ª. feira. Tem 2 dias de confecção. Não há problema?Tenho que fazer desta forma, uma vez que quando chegar não tenho tempo para fazer a sopa e no dia seguinte não tenho ainda os ingredientes para fazê-la, pois nesse dia terei que ir ás compras. Estou a pensar em fazer sopa dia sim dia não (o que vai ser uma grande trabalheira). Não dá para congelar, porque o congelador é muito pequeno e ainda tenho que colocar outros alimentos como a carne e peixe e não dá para colocar ainda mais as sopas, por isso tenho que fazer dia sim dia não ou de dois em dois dias. Não há problema em fazer a sopa e consumi-la só dois dias depois? Gostava, se possível que me ajudasse nestas minhas dúvidas, porque já estou um pouco "stressada" com as férias e com a alimentação da minha filha. Sou um pouco contra a comida e frutas de boião. Sei que dá mais trabalho, mas prefiro. Por isso gostava, se não fosse pedir muito, que me desse algumas dicas (uma vez que tb tem experiência como mãe) de como fazer nas férias e como aproveitar ao máximo o tempo para estar com a família e não metida uma manhã ou tarde na cozinha (até porque é uma zona de praia e quero aproveitar as manhãs e tardes para ir á praia com a minha filhota). (Mãmã T., filhota 12 meses).
Estava a ver que não falava no objectivo principal das férias: CURTIR cada minuto de lazer e... com a familia! Por isso, na hora de planear a alimentação devemos ser o mais práticas possíveis!!!Eu gosto muito de cozinhar mas na hora das férias há que dar asas à imaginação porque valores mais altos se levantam!Por isso, deixo aqui as minhas dicas pessoais que não hesito em pôr em prática cada vez que o calendário me permite disfrutar de bons momentos com a familia!
Então cá vai:
1 - A planificação da alimentação das férias deve ser criteriosamente pensada, e bem pensada, ANTES da partida! Faça uma lista do que tem que levar e o que pensa comprar no destino. Averigue onde poderá fazer essas compras e lembre-se dos feriados locais e das indisponibilidades ao domingo;
2 - Reduza as quantidades ao mínimo, isto porque faz calor (os produtos estragam-se mais depressa), o espaço no frigorifico é reduzido e a tentação para comer no restaurante é muita! Afinal, férias são férias!
3 - Lembre-se que no dia da partida restam sempre algumas coisinhas no frigorifico que lamentámos estragarem-se...por isso levamos connosco SE não tivermos tido a atenção prévia de evitar o seu consumo...comece a restringir compras 2 semanas antes de ir para garantir que fica o menos possível no frigorifico e não há desperdícios depois;
4 - Aproveite pois a oportunidade para renovar o stock da sua arca congeladora e gaste tudo o que poder antes de ir de férias. Ideal mesmo é que a deixe desligada para depois repôr tudo fresquinho, quando vier de férias;
5 - Eu pessoalmente não concordo com a congelação nos pequenos frigorificos, salvo se houver poucos alimentos no seu interior. Como têm baixa capacidade de congelação (2*) são pouco eficientes e comprometem a qualidade dos alimentos, no momento do seu consumo...Nahhh! Só mesmo para coisas congeladas que eu já traga de casa...e mesmo assim, muito poucos!
6 - A estratégia para as sopas é esta: salvaguardo 1 semana antes (sim porque depois surgem outras prioridades!) que as sopas estão todas prontas: preparo várias variedades e divido-as em doses individuais. Congelo-as na parte mais fria da arca: têm que ficar "em pedra" para sobreviverem à viagem e, a pelo menos, 2-3 dias depois de iniciado o processo de descongelação. O mesmo se aplica a alguma fruta cozida que sempre levo.
7 - Por esta altura, ponho também 2 bons termoacumuladores na arca garantindo igualmente que estarão aptos a cumprir a sua eficiente tarefa!;
8 - Levo coisas rápidas para cozinhar...os grelhados fazem as delícias de qualquer um (e poupam-me trabalho!) quando o calor aperta...o segredo está nos condimentos...nada mais fácil! Compro coxas de frango, bifes tenros, faço espetadas (junto os legumes só quando vou cozinhar) e congelo tudo. Apenas o suficiente para 3 dias. Tudo para transportar congelado: carne, sopas e 2 porções de arroz branco congelado também. Só no último momento é que sai da arca congeladora para a arca de viagem. Tudo já congelado e com termoacumuladores nada, mas mesmo nada, se estragará nem derramará! Depois da viagem guarda-se tudo rapidamente no frigorifico onde irão descongelar lentamente. Se tudo estiver ainda bem congelado, guardo algumas doses de sopa no congelador...assim aumento a variedade da filhota dias depois. Depois faço pequenas panelas de sopa, apenas para 2 dias. Por isso compro pouca quantidade do legume verde;
9 - Depois levo acompanhamentos fáceis: batatinhas primor que cozem com a casca e são mto saudáveis e formatos de massas que normalmente não compro (búzios, esparguete colorida, etc).
10 - Compro os viveres urgentes nos primeiros dias de férias: leite, fruta, saladas e comprometo-me a gastar o stock caseiro em 3 dias. Só depois compro mais carne, peixe e legumes para a sopa.
11 - Levo material para marinadas (de qualidade* e diferentes ervas aromáticas que possibilitam sabores variados) pois logo que a carne recém comprada esteja temperada, o tempo de refrigeração aumenta mais 2 dias...boa?
12 - Peixe, o mais fresco possível se a situação geográfica o permitir, senão compro ultracongelado no destino das férias!
13 - Lembre-se que, tanto no regresso como na chegada, chegam cansados e com fome. Não será oportuno comerem em algum sitio. Transporte uma refeição pronta: tipo carne à bolonhesa, frango estufado, carne assada, etc. Esta deverá ser a única refeição que transportará fresca.
Dica 1: importante, muito importante, é não esquecer a varinha mágica!
Dica 2: se tiver um talho de confiança, não hesite em fazer lá a encomenda da carne que já poderá vir toda cortadinha...boa!E boas férias, optimas férias, excelentes férias! A filhota agradece!
Dica 3: Não esquecer que os recipientes de armazenagem da comida cozinhada deve ser apto para o micro-ondas...não queremos lavar muita loiça ;-)
* As especiarias e ervas aromáticas têm capacidade anti-bacteriana salvo se a sua qualidade for má o que poderá resultar em contaminação dos alimentos.

Dra. Solange Burri
Consultora em Alimentação

Bookmark and Share

Receba as actualizações do Portal babySol® no seu email. Subscreva agora o Feed babySol®.

1 comentário:

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!