Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

domingo, 5 de julho de 2009

Os iogurtes pequenos...sim ou não?


Não posso, aqui, dizer as marcas, mas refiro-me aos pequenos iogurtes que tanto se tem falado, quando falámos em substitutos dos iogurtes...

A minha filha tem 14 meses e meio e na consulta do pediatra esqueci-me de lhe perguntar se deveria começar a dar-lhe queijo. Dei-lhe este fim de semana bocadinhos pequeninos de queijo flamengo que ela gostou. Mas a questão é que um casal amigo que estava connosco, também com uma filha de 20 meses, perguntou-nos porque é que ainda não tinhamos dado queijo à nossa filha. (convém referir que somos pais de primeira viagem!) E acrescentaram ainda que eles davam já há muito tempo esses queijinhos frescos. Ora eu nem iogurte de aromas dou à minha filha, se estou fora de casa dou-lhe iogurte natural, se estou em casa junto fruta: maçã, pêra pêssego, banana, laranja... Será que estou a exagerar? Esses iogurtes pequeninos parecem-me tão artificiais, por outro lado, fazer a papa que faço com iogurte com queijo fresco não é muito prático porque o queijo deve-se consumir dentro de poucos dias, não é assim? (Mãmã D., filhota 14 meses)


É importante, antes de mais, que compreenda que a diversificação alimentar é fundamental para fornecer ao organismo todos os nutrientes que o organismo em desenvolvimento tanto necessita.

Portanto, é muito importante que ofereça à sua menina sempre novas alternativas, e tendo o especial cuidado de garantir que essas opções são o mais saudáveis possivel.

Depois há aqui a questão dos derivados lacteos que fala:

- Queijo fresco corrente: este queijo possui pouca quantidade de gordura e de sal também. E não possui açucar. É ideal para oferecer à criança ao lanche.

- Queijo creme com/sem fruta: existem várias opções para o consumo infantil mas que são muito ricos em gordura e açucar também para facilmente conquistar a criançada, mais exigente nestas etapas.

- Outros queijos correntes (amarelos): se não possuirem muita gordura e sal, não há razão para não fazerem parte da diversificação das crianças, a partir dos 12 meses.

- Queijos fundidos: em creme ou mesmo em triângulos são também ligeiros e muito do agrado dos miúdos.

Já experimentou dar alguma variedade de queijo flamengo, com rótulo indicativo para consumo infantil? São mais ligeiros e com baixo teor de sal...

Portanto, sou da opinião que esses queijinhos/leites fermentados/etc, para consumo infantil, são totalmente desadequados, criando uma falsa expectativa de iogurte/queijo à criança porque são muito doces e compactos. Mas também sei que há crianças que só têm estes alimentos como fonte principal de calcio. É, pois, sensato que avalie a Gourmet que tem em casa. Mas varie muito, marcas e apresentação, e acima de tudo...tente direccioná-lo para alimentos saudáveis com especial ênfase para a refeição do pequeno-almoço!


Dra. Solange Burri
Consultora em Alimentação

Leia também:
VOU PRESA: 2º produto a abater - O iogurte que não precisa de frio!
ALERTA: Sair de casa com alimentos para o Bebé
Iogurte para o bebé...está frio?
Receita do bebé: Como fazer iogurte em casa?
Leitura do rótulo: o açúcar
Guardar o iogurte...posso?
Iogurte caseiro e o açucar
Amamentação e a introdução de outros leites


Receba as actualizações do Portal BabySol®:

Introduza o seu email:

Email

Siga BabySol® nas Redes Sociais:



3 comentários:

  1. Adorei este post! A minha filhota está a fazer 15 meses e opto por nunca lhe dar os tais queijinhos ou iogurtes pequenos (a minha gourmet adora iogurte natural), mas tinha dúvidas quanto ao queijo fresco e restantes queijos... não suspeitei que lhe pudesse dar queijo em triângulos! Fiquei esclarecida, obrigada.

    ResponderEliminar
  2. olá solange!
    Continuando a falar de iogurtes gostava de saber o que pensa dos iogurtes de soja, tenho um bebé com 21 meses que por ter alergia a protaina de vaca só pode comer desses. faço-lhe esta pergunta porque sei que o leite de soja não deve ser dado de forma continua e queria saber se o mesmo se passa com os iogurtes. aproveito ainda para a questionar sobre os iogutes de soja de marca branca, porque me faz confusão que ao invés de iogurte venha mencionado sobremesa de soja, são ou não iogurtes e tem ou não qualidade para serem dados a uma criança

    ResponderEliminar
  3. Olá Ana e Liliana!
    Obrigada pelos vossos comentários e participação activa!
    Relativamente aos iogurtes de soja, Liliana, queria dizer-lhe o seguinte:
    1) A soja, quer seja no leite, quer seja noutro seu derivado, deve sempre ser dado da modo descontínuo, pelo facto de desfavorecer o sistema hormonal da criança, em desenvolvimento;
    2) O facto de vir rotulado como "sobremesa de soja" tem a ver a ausência de bactérias lácticas, o que demonstra o baixo interesse destes produtos, salvo à necessidade de responder às crianças alérgicas.
    c) Os produtos de soja, são no geral, mais doces, habituando indirectamente a criança a um paladar doce constante...de evitar!
    Portanto, penso que terá que continuar com estes produtos, mas varie marcas e suas variedades, dê espaçado alternando com papinhas de fruta e/ou cereais...
    Espero ter ajudado...e não complicado :-P
    Bjs e fiquem por perto,
    Solange Burri

    ResponderEliminar

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!