Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Posso dar tomate ao Bebé...?


Como fazer com a introdução do tomate na comida? A minha filha ainda só come sopa e fruta mas, como eu não gosto do tomate, também evito de o introduzir na alimentação da pequena... O que me aconselha? (Mãmã P., filhote 8 meses)

O tomate é um dos legumes (embora seja um fruto!) que muito se tem falado ultimamente, pela sua riqueza em vitamina C (se consumido fresco) e em licopeno, excelente anti-oxidante que contribui para retardar o aparecimento de doenças cardiovasculares.

Mas é também um alimento com forte potencial alergénico, precisamente pelo seu elevado teor em vitamina C, pelo que só deverá ser introduzido após os 10-12 meses ou até mais tarde, se a criança apresenta historial de alergias .

Quando o pediatra autorizar a sua introdução, utilize inicialmente um tomate pequeno e pode sempre pelá-lo, remover grainhas e cozer, na sopa, com os restantes legumes da base embora, na minha opinião, a pele possa permanecer se for proveniente de agricultura biológica pois é aqui que se encontra a maior riqueza nutricional. Deve ter também o cuidado de consumir rapidamente esta sopa, ou então congelá-la em porções individuais, pois a sua acidez diminui a validade da sopa.

Aproveito para dar a dica que o tomate chucha (foto), por ser mais doce e menos ácido, dá optimos resultados com a criançada. Porque não experimenta fazer um arrozinho malandrinho um dia destes a partir da Base de Tomate BabySOL? De certa forma estás a introduzir o tomate delicadamente...

Já agora uma curiosidade que acho muito interessante: tanto o tomate como a cenoura, porque contêm vitaminas lipossolúveis (A e E), devem ser consumidos preferencialmente cozinhados porque estas vitaminas agregadas ao azeite (por exemplo, num estufado ou sopa com refogado) ficam mais disponíveis para o organismo...

Contudo, deve-se alternar o seu consumo em crú, numa salada ou mesmo isolado, em pedaços, às refeições, pois a vitamina C que contém facilita a absorção de ferro presente na carne e também nos vegetais da sopa. Esta medida é muito importante porque fortalece o sistema imunitário da crianças e previne também possíveis anemias...boa?


Dra. Solange Burri
Consultora em Alimentação
Ler também:


Sigam BabySol® nas Redes Sociais:



Email

Receba as actualizações do Portal BabySOL®:


Introduza o seu email:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!