Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

quarta-feira, 8 de julho de 2009

BRASIL: Alimentação do Bebê no primeiro ano de vida

Com enorme satisfação, tenho constatado a popularidade que BabySol® tem alcançado junto da Comunidade Brasileira de Mamãs. Por isso, tratei de honrar essa preferência e pedi à minha amiga Thaís Caldeira, Nutricionista Brasileira, que escrevesse umas linhas de orientação especialmente direccionadas para elas... Aqui fica o texto:

Alimentação do Bebê no primeiro ano de vida

Uma alimentação balanceada, inicia-se na infância, a predisposição à obesidade, já começa na introdução dos alimentos, o excesso de achocolatados, açúcares e engrossantes adicionados às mamadeiras, aumentam o aporte calórico muitas vezes desnecessários.É muito importante o auxílio dos pais, estipulando regras à criança , uma criança sem limites vai abusar das calorias e das guloseimas, o ideal é liberar um dia por semana para que a criança escolha algum tipo de alimento de sua preferência, sem excessos é claro.

Alimentação dos 0 aos 6 meses:
Devemos oferecer leite materno até os seis meses, sem oferecer água, chás ou qualquer outro alimento, o leite materno contém tudo que o bebê necessita até o 6° mês de vida, inclusive água.
Assim a oferta de chás e água é desnecessária, e pode prejudicar a sucção do bebê, fazendo com que este mame menos leite materno, pois o volume desses líquidos irá substituí-lo.

Alimentação a partir dos 6 meses:
A partir dos 6 meses, introduzir de forma lenta e gradual outros alimentos, mantendo o leite materno até os dois anos de idade ou mais.
Os primeiros alimentos a serem introduzidos devem ser as frutas em forma de suco ou papinha, sempre de forma lenta e gradual, lembrando de nunca adicionar nada para adoçar, a frutose (açúcar próprio da fruta) já tem um sabor adocicado suficiente para o bebê.
É importante oferecer uma fruta por vez, para que o bebê comece a assimilar o sabor e consistência do alimento, poderão ser oferecidos pela manhã no intervalo das mamadas.
Com seis meses e meio, deve-se introduzir a primeira papa salgada servida no horário do almoço, que deve ser composta por carboidrato (batata, mandioca, mandioquinha), e verduras, procurando não misturar muitos tipos de alimento para que em caso de alergia seja mais fácil detectar o alimento causador.
A carne deve ser adicionada uma semana depois do início da papa salgada.
Os temperos devem ser bem naturais, como óleo*, cebola e bem pouco sal*, e a consistência deve ser bem molinha, cozinhando bem os legumes e amassando com o garfo.

Alimentação dos 7 aos 9 meses:
Aos sete meses, podemos introduzir a fruta in natura ou em forma de suco no período da tarde e a papa salgada do jantar.
As leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, soja, grão de bico), podem ser adicionadas à sopa.
A gema pode ser adicionada aos 8 meses.

Alimentação a partir dos 10 meses:
Aos dez meses podemos introduzir a clara do ovo.
Nunca desista caso seu bebê rejeite algum alimento, para ter certeza que ele não goste de certos alimentos, ele terá que rejeita -lo no mínimo 10 vezes.

Alimentação a partir dos 12 meses:
Ao completar 1 ano o bebê já pode iniciar a alimentação da família, ou seja, uma alimentação equilibrada, composta por arroz, feijão, legumes, carne e salada, mas tudo com bem pouco tempero e natural.

Veja algumas dicas:
- Nunca substitua as refeições por mamadeiras ou guloseimas, isso fará com que a criança utilize desta estratégia para negar a refeição sempre.
- Evite preparar cardápios repetitivos, alem da criança enjoar, o cardápio ficará ricos em alguns nutrientes e pobre em outros, quanto mais variado e colorido maior a quantidade de vitaminas e minerais necessários a um bom desenvolvimento.
- Procure não criar o habito de ingerir líquidos junto às refeições, o mesmo atrapalha no processo digestivo, na mastigação e muitas vezes provoca estafamento fazendo com que a criança não consiga ingerir a totalidade do prato.
- E o mais importante, seja o exemplo dos seus filhos, não adianta exigir que a alimentação da criança seja equilibrada se os pais não se alimentam adequadamente.

Procure uma Nutricionista para que a mesma elabore um cardápio balanceado para toda a família.


Thaís Caldeira


E-mail
http://www.cidadesaudavel.com.br/





Mais artigos da Autora:

Alimentação durante a gravidez e amamentação
A Alimentação saudável inicia-se na infância
Introdução dos alimentos aos bebês

* Nota BabySol®: reparem que no Brasil, a introdução de leguminosas, e de sal, é feita prematuramente, tendo em conta as recomendações commumente anunciadas neste sítio, para Portugal. Contudo, enquanto as leguminosas se justifiquem, em quantidade pequena, devido ao seu elevado teor em ferro, o mesmo não se aplica ao sal, cujas recomendações da OMS são para tardar na sua introdução. Quis, contudo, preservar a integridade deste artigo, para que fosse do conhecimento geral a controversia de opiniões disponibilizada na net, sujeita à nacionalidade de quem escreve...! A Thaís deixou um comentário sobre este assunto.


Você está cumprindo tudo direitinho...? Sim, você aí, Mamãe Brasileira? E você, Mamã Portuguesa, quer opinar sobre a diferença de recomendações aplicadas à sua criança?

Bookmark and Share


Receba as actualizações do Portal BabySol® no seu email. Subscreva agora o Feed BabySol®.

Siga BabySol® nas Redes Sociais:

4 comentários:

  1. Solange,

    Parabéns pelo sucesso... ele é invevitável. Espero que o sucesso se apresente também em outras formas, náo apenas em elogios. Mas, aqui vai o meu.
    Um abraço.
    Andre

    ResponderEliminar
  2. Obrigada André pelo seu comentário.
    Espero que você tenha percebido a coincidência da publicação deste post com o email que me enviou recentemente... Por isso, dedico-o agora a você e ao árduo trabalho que tem feito como pediatra.
    Reparou que o Blog já está sendo rentabilizado? Muito soft.O Apoio on-line tb.
    Um dia em chego lá! Enquanto isso, trabalho, trabalho, trabalho...Continuo a acreditar que este serviço tem que ser transparente e de livre acesso ao cidadão!
    Como costumo dizer, fique por perto, combinado?
    Beijo na esposa :-)
    Solange

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  4. Conforme o GUIA ALIMENTAR PARA CRIANÇAS MENORES DE 2 ANOS, fornecido pelo Ministério da Saúde do Brasil, as primeiras papas salgadas podem ser acrescidas de pouca quantidade de sal, para fornecer sabor e não se tornarem monótonas evitando que dessa maneira o bebê venha a rejeitar, contribuindo para uma baixa ingestão calórica e consequentemente perda de peso.

    Quanto as leguminosas, podem ser acrescidas entre o sétimo e oitavo mês.

    ResponderEliminar

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!