Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Ideias da Avozinha: Crianças podem comer miudezas..?

Aqui está um particular tema que me alicia muito: as "Ideias de Avozinha"! Sobretudo quando sabemos que é com a geração mais madura que muitas crianças passam grande parte do dia, enquanto os pais trabalham... Por isso, mamãs, está na hora de as convidar também conhecer BabySol, para actualizar alguns conhecimentos e reforçar outros...como acontece com este caso que vos trago hoje!



Há uma questão que me tem dado que pensar nos últimos tempos, agravada com as pressões das avós que, com a desculpa de "no meu tempo isto..., no meu tempo aquilo", me fazem questionar a importância (ou não) das vísceras, sobretudo o fígado. Nunca o dei ao meu filho, que está quase com dois anos. Estou a fazer bem? O que lhe pergunto é: são os fígados (de aves, vitela ou porco) aconselhados para as crianças com mais de dois anos? (Mamã C., filhote 24 meses).

Eu, pessoalmente, favoreço que sim! As miudezas são muito ricas em ferro e em vitamina A, excelente para o sistema imunitário e desenvolvimento cerebral respectivamente. Além disso, a sua particular riqueza em vitamina D contribui para fixar o cálcio, tão importante nas idades mais precoces, sobretudo quando a ingestão de leite diminui, por volta dos 12 meses, ou até para casos de alergias ou anemias.
Contudo sei que, actualmente, estes alimentos sofrem de má reputação devido à doença das vacas loucas, risco fortemente associado às miudezas dos animais. Mas, na minha opinião, este risco encontra-se actualmente muito controlado, existindo associado a animais de grande porte pelo que o consumo das miudezas, quando provenientes de animais jovens (galinha, coelho, vitela) não oferece problemas, do foro alimentar, e deve mesmo ser incentivado.

Chamo também a atenção que este tipo de alimentos, precisamente pela sua extrema riqueza em ferro, são muito procurados pelas minhas amigas bactérias :-)) pelo que devem cozinhar as miudezas logo após a sua compra, não sendo recomendável a sua congelação no estado fresco.

E você? Qual é a "Ideia da Avozinha" que lhe suscita dúvidas ou deseja contestar?

Dra. Solange Burri
Consultora em Alimentação


Leia também:

Ideias da Avozinha: o repolho é forte para o menino!
R
eceita da Panela de Pressão: Língua estufada



Sigam BabySol® nas Redes Sociais:



Email

Receba as actualizações do Portal BabySOL®:

Introduza o seu email:


6 comentários:

  1. Olá!
    A partir de que idade é que se devem então começar a introduzir estes alimentos na alimentação?
    Obrigada e beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Olá Sophie
    Obrg pelo teu comentário, e dúvida...ups! Não referi no artigo, pois claro: apesar de não existir muita informação a este respeito, julgo que a partir dos 10 meses, será oportuno.
    Bjs e fica por perto!
    Solange

    ResponderEliminar
  3. Olá! Parabéns pelo site. A minha ideia da avózinha não é tanto em relação a alimentos mas a um medicamento em particular: o Aero-OM. Sei que é muito receitado por pediatras e avózinhas para aliviar as cólicas dos bebés ou os adormecer (porque é docinho), mas já ouvi dizer que 1) tem álcool e 2) tem açucar a mais para a quantidade que os bebés devem ingerir... é verdade?
    Obrigada

    ResponderEliminar
  4. Olá Moya
    Agradeço o comentário, cujo âmbito ultrapassa a área alimentar, que conheço.
    Como mãe, e tendo eu à semelhança de milhares de mães recorrido a esse placebo, confirmo que tb tomei conhecimento que possui álcool na sua composição (julgo etanol) e sim, o teor de açucar é superior e totalmente desaconselhado. Neste produto a particularidade que o açucar possui de acalmar, em ingerido em pequenas doses, está bem presente :-). Deve existir um especial cuidado para evitar, ou dar em quantidades muito pontuais, este medicamento, o que infelizmente, nem sempre acontece.
    Bjs e fique por perto!
    Solange

    ResponderEliminar
  5. Boa tarde, coloquei precisamente essas questões ao meu pediatra que me garantiu que o Aero-OM não possui álcool e relativamente às quantidades de açúcar são mínimas sem qualquer risco para os bebés. O meu filho dá-se muito bem com o Aero-OM gotas e não sei o que seria de mim sem este medicamento que me foi receitado pelo pediatra.

    ResponderEliminar
  6. Olá Carla
    De facto, o meu filhote já tem quase 5 anos, na altura falava-se muito da composição do Aero-OM...que concerteza já terá sido, favoravelmente, ajustada.
    Obg pelo seu comentário.
    Bjs e fique por perto!
    Solange

    ResponderEliminar

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!