Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Crianças alérgicas em Férias...

Tenho uma menina de 17 meses com alergia à PLV desde muito cedo. Sempre necessitei de ter cuidados extremos na sua alimentação pois, quando começou a diversificação alimentar começaram as grandes dificuldades. Vou de férias para um hotel onde não poderei cozinhar. Gostaria de lhe colocar algumas questões em particular (estas questões colocam-se porque não sei se nos restaurantes ao pedir um peixinho grelhado, não vem o mesmo barrado com manteiga..., uma vez que é difícil saber o que colocam na comida. Já aconteceu com uma amiga minha, mesmo depois dela ter dito que o filho tinha este problema).

Assim o que devo eu fazer, para que o minha filhota, não sofra alterações na sua alimentação e possamos ter uma mini férias sem stress na alimentação da pequena Sofia?: (Mamã R., filhota 17 meses)

Respondendo às suas questões:

1. Posso levar sopa para todas as refeições?
Pode, congeladas mas... se o problema da filhota é a PLV não vejo necessidade disso...O ideal é garantir a máxima rotatividade e receio que, ao levar a sopa de casa, não o consiga. Além disso, entrando em processo de descongelação devem ser consumidas em 2-3 dias (dependendo da capacidade do frigorífico que vai levar) e penso que deverá ir mais dias. Certo?

2. Como devo armazenar a carne e o peixe para que não se estrague nem perca as suas propriedades nutricionais?
Ideal é que compre bem fresco, cozinhe como pretende (cozido, estufado) e congele em doses individuais, em congelador 4*. E depois garanta a menor variação térmica possível.

3. Devo levar tudo congelado e pedir para guardar no congelador do hotel, congelador que eu não conheço e não sei que alimentos estarão lá guardados?
Os hotéis têm grandes câmaras frigorificas e são obrigados a cumprir rigorosos planos de higiene. Sugiro apenas que, por uma questão de logística (sua e deles), arranje uma caixa plástica grande onde tudo pode ficar organizado e separado.

4. Existem outras receitas que seja possível levar já preparadas, para que ela não esteja sempre a comer sopinha? Estas questões colocam-se porque não sei se nos restaurantes ao pedir um peixinho grelhado, não vem o mesmo barrado com manteiga..., uma vez que é difícil saber o que colocam na comida. Já aconteceu com uma amiga minha, mesmo depois dela ter dito que o filho tinha este problema.
É importante que, de facto, garanta a ingestão de mais nutrientes para além da sopa, normalmente a partir dos 12 meses já fazem refeições completas... Embora, eu aconselho que o tratamento à menina deva ser o mais normal possível, julgo fundamental desenvolver algumas estratégias adicionais para que fique mais relaxada. Por isso sugiro que:

- Procure pequenos restaurantes, e em horários com menos movimento. É melhor para o serviço e para as crianças também, que ficam mais tranquilas. Infelizmente, as pessoas não estão familiarizadas em cozinhar para crianças alérgicas. É preciso assegurar o que o pedido NÃO pode conter, nomeadamente manteiga;

- Fale directamente com as pessoas que cozinham. Todos nós gostámos que reconheçam o nosso trabalho, e a cozinheira, terá concerteza o cuidado que necessita pois, ao falar directamente com ela, estará também indirectamente a responsabilizá-la... Mas, para isso, tem que utilizar algum tacto...depende do restaurante que escolher. Se for um restaurante mais formal, fale com o chefe de mesa. Contudo, continuo a achar que, se pedir, de forma firme, sem confusões no pedido, o que NÃO PODE TRAZER a comida, penso que será mais fácil;

- Outra situação, para complementar as indicações anteriores, será fazer mais do que um pedido ao mesmo tempo. Ou seja, faça por exemplo, um pedido de peixe grelhado e outro de bife grelhado, concerteza os restantes membros da família poderão comer, assegurando assim homogeneidade das indicações (sem manteiga!), o que fica mais fácil para o serviço, aumenta a probabilidade de ser atendida e garante que se a filhota não quiser/puder comer uma coisa, possa comer a outra...

- Penso que poderá levar, algumas refeições que preparou, na eventualidade de não querer comer sempre fora. Pode preparar para congelar o seguinte: massinha de peixe, peixe cozido, carne assada, rolo de carne, carne picada estufada e depois complementar com arroz ou batata.

Assim o que devo eu fazer, para que o minha filhota, não sofra alterações na sua alimentação e possamos ter uma mini férias sem stress na alimentação da pequena?
Acho fundamental, garantir refeições completas a partir dos 12 meses, com a máxima rotatividade possível dos alimentos que oferece. Principalmente, que sejam o menos processados possível, e cujo processo culinário não ofereça risco, como a adição, neste caso, de derivados lácteos e manteiga. Por isso, varie o mais possível. E, como já referi, comer grelhados no restaurante é exequível, muito saudável, e até fácil, tem é que ter o cuidado de garantir que as instruções que indica sejam precisas e compreendidas. Para isso, seja muito objectiva e compreenda também que as pessoas não sabem o que não devem fazer, quando cozinham para pessoas alérgicas. Dê instruções precisas: molho à parte!

Consultora em Alimentação

Leia também:


Email
Receba as actualizações do Portal BabySOL® :

Introduza o seu email:




Sem comentários:

Enviar um comentário

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!