Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Lavar o arroz ou não lavar o arroz? Eis a questão...


Já agora aproveito para colocar uma questão:
Para a familia em geral (porque os meus Bebés já comem da nossa comida - 11 e 2 anos):
- Devemos ou não lavar o arroz, antes de cozinhar? Obrigada e continue com o belo trabalho (Mamã Emília).



Relativamente à sua pergunta, queria dizer-lhe que esta questão, ainda é das poucas, que tenho uma abordagem pouco técnica...vou explicar porquê:

De facto, é preferencial que o arroz seja lavado, para remover eventuais impurezas resultantes do seu processamento o que, se sabe bem, nem representam qualquer tipo de risco em segurança alimentar, nem exige realmente que seja uma etapa obrigatória face à limpeza que actualmente os arrozes portugueses oferecem. Portanto, a lavagem do arroz baseia-se sempre num processo secundário. È do conhecimento da população portuguesa, e pela atractiva gastronomia que brinda o nosso País, que o arroz "não deve ser lavado". É verdade e faz parte do conhecimento comum. Mas esta observação tem um fundamento, o qual eu sigo pessoalmente, dado que como já referi não encontro outros riscos associados...

Então cá vai:
- Para arroz seco, soltinho: para este tipo de preparado, é aconselhado o arroz agulha. Para que o arroz seco fique bem soltinho é importante que seja lavado para remover a pouca goma que possui, e permitir que os bagos fiquem todos bem separados, oferecendo um arroz soltinho o que é sempre agradável;

- Para um arroz com calda, é recomendável, a variedade carolino, de bago cheio que por ter muita goma confere aos preparados uma excelente cremosidade que seria eliminada se fosse lavado. Portanto, neste caso, a lavagem, e por questões sensoriais, não deve ser realizada. Por isso, aquilo que sugiro é que, quando adquirir arroz carolino, prefira uma qualidade boa.

Esta é a verdadeira história que está por trás da lavagem do arroz...

Dra. Solange Burri
Consultora em Alimentação

Leia também:
Receita do Bebé: Borrego com arroz
Base de Tomate: Mega Receita BabySOL

Receba as actualizações do Portal BabySol® no seu email. Subscreva agora o Feed BabySol®.

Email

Siga BabySol® nas Redes Sociais:



4 comentários:

  1. olá Solange!
    Gostaria de saber qual é a sua opinião sobre as salsichas de lata que se dirigem especialmente às crianças. Não é um produto que me inspire muita confiança, por isso quando opto por dar salsichas ao meu filhote(21 meses) escolho sempre as que são á base de frango ou perú em detrimento dessas que são á base de porco. Logo salsichas na alimentação da criança sim ou não? E de que tipo?

    ResponderEliminar
  2. Olá Liliana,
    Esta pergunta é ingrata...ainda bem que não está no post das minhas salsichas :-))
    Pois, de facto,as salsichas, e independentemente da variedade, não são uma boa opção, ponto. São ricas em sal (sódio), aditivos e carnes de qualidade menor. Além disso, ricas em gordura desinterassante, altamente processadas até ficarem em pasta e cuja textura agrada particularmente à miudagem...
    Apesar de tudo, eu sou contra extremismos: as crianças devem ser tratadas como tal e portanto, "quando o rei faz anos", salsichas sabe sempre bem! Por isso, aposte numa boa sopa, numa boa sobremesa com fruta e acompanhamento de arroz e ervilhas...afinal, a proteína das salsichas é muito, mto fraca...percebida a ideia?
    Espero ter sido compreendida.
    Bjs e nada de extremismos, ok? Acima de tudo, impera o equilibrio e a sociabilização, tão importante nos miúdos!
    Solange Burri

    ResponderEliminar
  3. Olá Liliana,
    Não sou uma profunda conhecedora de arroz, mas sou mãe dona de casa e nas horas vagas arquiteta..rs
    Não costumo lavar o arroz, apenas o frito muito bem e coloco a primeira água fervente e quando a mesma seca uma bem gelada para dar um choque térmico. Ele fica sempre muito soltinho e por sinal sempre recebo elogios por isso. Acredito que ao jogar agua fervente no arroz bem fritinho faça com que sele o amido no arroz e o mesmo não fique empapado. também acho que o amido quando não retirado do arroz faça com que os grãos fiquem naturalmente "empanado" digamos assim, evitando assim sua aglutinação.
    Quanto ao aspecto nutricional, é comprovaod cientificamente que o arroz tanto parbolizado quanto polido sofre perdas nutricionais em sua lavagem.
    Se tiver mais dúvidas leia este artigo que é muito interessante http://www.irga.rs.gov.br/index.php?action=artigo_detalhe&id=30
    Walkiria Mitsue Aymorei Marinelli

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre ouvi da minha mãe que no arroz havia sujidades e conservantes e além disso, nem sempre a forma de conservação dsas indústrias é adequada, quando eu lavo o arroz seco bem numa peneira e nunca fica empapado, é só lavar rápido sem deixá-lo muito tempo de molho e secar bem numa peneira batendo embaixo deixando escorrer bem a água. Nesse endereço mostra uma denúncia das marcas mais famosas até com rato dentro do saco de arroz. Muito preocupante, por isso sempre lavei meu arroz.http://comidasemcoco.blogspot.com.br/

      Eliminar

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!