Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

PRODUTOS A ABATER: Produtos de Limpeza Anti-bacterianos

Vocês desculpem...! Eu aguento tudo! Aguento noitadas, aguento madrugadas, aguento birras de Bebés, aguento nervosos Administradores de fóruns, aguento problemas informáticos e aguento mamãs baralhadas...Mas o que eu não aguento (MAIS!!!!!!!!!!!!!!!!!!) é a má vontade de alguns industriais que põem o consumidor às avessas com produtos novos, atractivos e ... pouco saudáveis! Por isso, eu vou manifestar-me e dizer-vos quais os produtos que NÃO DEVEM nunca comprar...por isso corro um grande risco!!!!! SER PRESA...

Conto com vocês...se em 3 dias não der notícias, procurem-me... Fui presa! Qualquer semelhança com a realidade não é pura coincidência!

Já chega! Chega! Deixem as bactérias em paz! De uma vez por todas!
Lançado pelos Media, o exacerbado alarmismo que a Gripe A está a causar nas populações, fiquei aterrorizada esta semana quando constato que os produtos de limpeza anti-bacterianos, de aplicação doméstica, estão verdadeiramente esgotados das prateleiras dos supermercados... Por isso, eentendo hoje por bem alertar para mais um mal colocado à venda, no seguimento daqueles já contestados:


Leia também estes artigos:

Assim, gostaria de dizer-vos que o próximo produto a abater, o 10º produto a abater, não é de consumo alimentar mas de aplicação no contexto alimentar e corresponde a todas as variedades de ...


...PRODUTOS DE LIMPEZA ANTI-BACTERIANOS! !

Ainda que, o objectivo principal seja promover a limpeza, sobretudo na cozinha e no quarto de banho, a verdade é que estes produtos, mais caros, pretendem alcançar um nicho de consumidores específicos, na minha opinião, inseguros e indevidamente informados. Desculpem-me.

Se uma pessoa adquire estes produtos de limpeza é porque tem uma preocupação premente: proteger a família, e em particular, algum membro da família mais susceptível como sejam os Bebés e as pessoas idosas. Até aqui faz sentido mas continuemos... Atrevo-me a separar as pessoas, no feminino, por categorias de preocupação:
a) DESPREOCUPADA: Ao aplicar estes produtos, porque são de espectro anti-bacteriano, confia no seu poder germicida e como tal interioriza que não precisa de realizar a dita limpeza com tanta assiduidade. ERRADO!
Veredicto: a limpeza deve ser realizada em períodos de tempo regulares, sobretudo na cozinha, onde a exposição aos alimentos oferece a possibilidade de aí encontrarem substracto (alimento) e se desenvolverem. Na WC existem também outros riscos e uma exposição mais íntima, também de evitar;
b) ANSIOSA: Em alternativa, são observados casos em que estes produtos são adquiridos por consumidores, que não têm uma pessoa susceptível em casa, mas que de facto, no geral, preocupam-se constantemente em proteger-se BEM das agressões ambientais, nomeadamente daquelas que as bactérias veiculam. Portanto, limpam desmesuradamente, limpam, limpam... superficies, acessórios, etc. ERRADO! Veredicto: a aplicação destes produtos, no contexto doméstico, deve ser de dosagem controlada, pois de outro modo estar-se-á a promover a resistência das bactérias, à semelhança do efeito dos antibioticos no organismo...Dosagens controladas por períodos de tempo definidos o que, no caso particular deste tipo de consumidores preocupados, não acredito que tal seja feito, até porque o período de tempo definido... não está definido! O problema, neste público alvo, é que limpam em exagero e estimulam a resistência... das bactérias!
c) SAUDÁVEL: pessoa que adquire estes produtos porque oferecem um possibilidade acrescida, até mantém a limpeza regular e cumpre as dosagens. É uma pessoa informada e sabe que existem riscos. Riscos microbiológicos. E quer manter o seu ambiente doméstico seguro...ERRADO! Veredicto: as bactérias que existem, naturalmente, no ambiente, não são patogénicas. E só podem atingir as pessoas em elevado nº... Portanto, em situações normais, não causam doença! Salvo de existir o caso de uma doença bacteriana, o que nem sempre o consumidor reconhece se a origem é bacteriana ou viral. O que, diga-se, qualquer produto anti-bacteriano não elimina virus...Mas o problema aqui é a diminuição da capacidade imunitária que se desenvolve, indirectamente, nas pessoas. O que acontece: ficam resguardadas em casa, confirmo, mas depois são expostas na rua, em locais públicos, fechados, e pronto...lá se foi a resistência...E depois estranham porque andam sempre com o pingo no nariz e outros pequenos sintomas, que persistem...persistem...persistem... e sabem porquê? SENTENÇA: Sistema imunitário debilitado.
Por isso, caras amigas, na hora de comprarem produtos anti-bacterianos, para a higiene doméstica, comprem os convencionais e adquiram também, com o dinheiro que sobra, fruta, muita fruta.
E protejam-se sim, MAS pela alimentação e sono suficiente! Afinal a protecção tem que ser de dentro para fora e NÃO de fora para dentro...combinado?

A lista está a ficar extensa...aumento o meu CUIDADO: Se desaparecer, em 2 dias (e não 3!), é porque fui PRESA! Mas, de uma coisa vos garanto: acabam-se os produtos anti-bacterianos em casa, salvo, como já disse, se existir uma doença infecto-contagiosa que possa colocar em risco outras pessoas no lar...Só assim! Só assim MESMO!
E por favor: cumpram a saudável rotina de lavar as mãos frequentemente, sempre, e apenas com sabonete neutro! E nada de produtos anti-bacterianos na pele, nada disso! Destrói as bactérias boas (flora protectora) que temos na pele e nos tornam mais vulneráveis! Dúvidas...disparem nos comentários...afinal sou microbióloga!

Dra. Solange Burri
Consultora em Alimentação



Receba as actualizações do Portal BabySol®:

Introduza o seu email:

Siga BabySol® nas Redes Sociais:

9 comentários:

  1. Até que enfim que alguém partilha da minha opinião... Parabéns pelo bom trabalho (continuado)! :-)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Vou deixar de me sentir culpada, sempre que vou comprar um produto de higiene e tenho que comprar um mais barato sem ser anti-bacteriano por o dinheiro ser escasso...

    ResponderEliminar
  3. Eu uso detergentes comuns em minha casa e está limpinha :)))
    A minha dúvida de hoje não tem a ver com detergentes mas sim com iogurtes. Ontem um vizinho disse-me que os iogurtes líquidos não são bons porque sofrem acrescento de substâncias nocivas para se tornarem líquidos. É verdade? Os iogurtes sólidos são melhores?
    Obrigada por todos os conselhos úteis que nos dá e gratuitamente ;)
    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Olá
    Obrigada Sophie, Helena e Caracoleta pelos comentários deixados! Vocês evidenciam que o meu trabalho é apreciado...obrigadooooooooooooooooooo! Gosto, gosto muitooooooooooooooooooooo!
    Huumm Caracoleta, nunca ouvi nada igual e só posso aconselhar que não dêem ouvidos a tudo que ouvem...
    Os iogurtes líquidos são "artificialmente" liquídos porque:
    a) Se utilize uma combinação de bactérias lacticas pouco reactivas e portanto fermentação é menor;
    b) A fermentação é estrategicamente interrompida para que o iogurte não solidifique.
    De facto, não se trata de adição de constituintes, muito menos nocivos, ok?
    Espero ter ajudado.
    Bjs e fiquem por perto! Adoro comentários!
    Solange

    ResponderEliminar
  5. "a minha dúvida de hoje não tem a ver com detergentes mas sim com iogurtes. Ontem um vizinho disse-me que os iogurtes líquidos não são bons porque sofrem acrescento de substâncias nocivas para se tornarem líquidos. É verdade? Os iogurtes sólidos são melhores?" foi a pergunta da caracoleta...

    Por acaso, os iogurtes sólidos têm menos aditivos que os iogurtes líquidos no geral... Isto é, têm menos produtos químicos (sintéticos) adicionados à formulação...

    ResponderEliminar
  6. Obrigada!
    Eu dou ouvidos mas depois confirmo com quem sabe ;)

    ResponderEliminar
  7. Parabéns pelo seu blog, Solange. Gostei muito de o ter conhecido e...aprendi algumas coisas :)

    Já está nos meus favoritos

    Maria Augusta

    ResponderEliminar
  8. Obrigada Solange! Isto é verdadeiro serviço público. Vou partilhar no meu facebook.

    ResponderEliminar
  9. Obrigada Dra.por tudo o que me ensina!tenho uma netinha com 22 meses e como qualquer avó que se prese,procuro o melhor para ela.Hoje aprendi como congelar vegetais e já pus em prática.Vou continuar a seguir os seus conselhos,os quais desde já agradeço.Beijinho

    ResponderEliminar

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!