Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

sábado, 26 de setembro de 2009

Receita para o Bebé: Lulas com Tomate


À dias, publiquei no Blog BabySol®, mais uma das minhas fantásticas receitas - Base de Tomate BabySol® que, surpreendentemente, não atingiu o impacto que eu esperava... Mas, entretanto descobri porquê... Por isso, cá estou hoje a deixar-vos a receita de Lulas com Tomate que fez parte do último post publicado sobre o Plano Alimentar (a partir dos 12 meses) reconhecendo a importância de explicar como aplicar aquela base de tomate...no processo habitual de cozedura e com a utilização da panela de pressão também.


Esta receita tem a particularidade de poder ser aplicada também a crianças alérgicas/intolerantes (excepto a tomate).

No final, deixarei algumas dicas. Tomem nota:

Lulas com Tomate (a partir dos 12 meses)

1 cuvete (1 kg) de lulas limpas congeladas, limpas; 2 tomates maduros grandes; 1/2 pimento vermelho; 1 cebola grande; 2 dentes de alho; 0,5 dl azeite; 2 folhas de louro; 1 colher (sopa) de farinha maizena; 1 copo pequeno de água.

1 - Começar por lavar as lulas, deixando-as inteiras e cortar as cabeças, deixando apenas os tentáculos.

Com base BabySol®:

2 - Coloque uma taça almoçadeira de base de tomate BabySol®, no fundo de uma panela. Ligue o lume e junte o pimento cortado em pedacinhos e o louro. Deixe refogar 5 minutos. Junte as lulas. Tape a panela e: cozinhe lentamente durante 60 minutos em modo convencional ou 30 minutos em panela de pressão. No final, dilua a maizena no copo de água e junte ao preparado. Deixe levantar fervura. Mexa e sirva.

Sem base BabySol®:

2 - Faça um refogado com a cebola em lascas finas e o azeite. Junte os tomates cortados em pedaços e deixe refogar 10 minutos. Junte depois o pimento em pedaços, o louro e o alho. Deixe refogar 5 minutos. Junte as lulas. Tape a panela e: cozinhe lentamente durante 60 minutos em modo convencional ou 30 minutos em panela de pressão. No final, dilua a maizena no copo de água e junte ao preparado. Deixe levantar fervura. Mexa e sirva.

Acompanhe com arroz, puré ou batatas cozidas.


Dica 1: os cefalópodes (lulas, choco, pota, polvo) devem sempre ser congelados antes de serem cozinhados, para amaciar assim a sua carne;

Dica 2: NUNCA adicione sal DURANTE o processo culinário dos cefalópodes, pois ficam duros. Aliás, recomendo que, pelo natural teor em sódio, proveniente da água do mar, não adicionem mesmo mais sal nenhum. Mas se o quiserem fazer, façam-no apenas quando estiver pronto!

Dica 3: mesmo que não aprecie, junte sempre o pimento vermelho. E faça-no em vários cozinhados com tomate, casa muito bem. Este legume, na variedade vermelha, mais doce, tem a particularidade de adocicar a comida (neutralizando a acidez característica do tomate), dar-lhe mais cor e a excelente vantagem de passar o seu poder anti-oxidante para o molho, que deve ter o cuidado de oferecer um pouco também!


Bom apetite!

Dra. Solange Burri
Consultora em Alimentação

Leia também:

Receitas da Panela de Pressão: Arroz dos 7 minutos!


Receba as actualizações do Portal BabySol® no seu email. Subscreva agora o Feed BabySol®.

Email

Siga BabySol® nas Redes Sociais:



5 comentários:

  1. Olá dr. solange, na dica que voce pos sobre o arroz, nao seria melhor dizer antes que o arroz integral é melhor que qualquer outro arroz branco?eu uso arroz integral desde que o meu filho´comecou a comer sólidos, tendo o cuidado de o deixar de molho durante a noite.

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    Obrigada pelo seu comentário e participação.
    De facto, o arroz integral, apesar da sua elevada riqueza nutricional pela integridade do seu bago, protegida durante o processamento industrial, não é recomendável para crianças com idade inferior a 24 meses. Este facto relaciona-se com o seu elevado teor em fitatos, que actua no organismo como um anti-nutriente, impedindo a absorção do cálcio e outros minerais importantes, além de que poderá provocar também dificuldades digestivas nas crianças mais pequenas.
    Por este facto, a dica de hoje, de aplicação generalizada, não poderia contemplar outro tipo de arroz.
    Espero ter ajudado. Agradeço o seu cuidado e preocupação em valorizar a informação no Blog BabySol.
    Bjs e fique por perto!
    Solange Burri

    ResponderEliminar
  3. A minha filhota está quase a fazer 13 meses e adora arroz de peixe, que faço também com uma base de tomate, só nunca coloquei foi o pimento, pois pensava que seria demasiado indigesto
    Estamos sempre a aprender. Obrigada

    ResponderEliminar
  4. Olá Dra. Solange,

    Mas ao pormos o arroz integral de molho nao vai facilitar a digestao?
    Eu adoro o seu trabalho e tenho tirado muitas dicas, que me ajudam bastante :)
    Mas nao tenho tido nenhuns problemas com o arroz integral.
    Bjs obrigado pela sua paciencia em respnde a esta mae meio cromita.

    ResponderEliminar
  5. Olá
    Obrg pelos vossos comentários e participação!
    Sofia: o pimento verde é que é indigesto, o vermelho e o amarelo, são as variedades mais maduras e estão carregadas de anti-oxidantes! A partir dos 12 meses pode usar, mas não esqueça, pouca quantidade para não mascarar o sabor principal!
    Mãe meio cromita :-)) (achei piada): colocar o arroz de molho só vai facilitar a digestão, no entanto o teor em fitatos mantem-se, razão pela qual, deve moderar consumo para não impedir absorção de sais minerais, no intestino infantil.
    Espero ter ajudado.
    bjs e fiquem por perto!
    Solange Burri

    ResponderEliminar

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!