Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Birras Alimentares: fim à vista!

Dia 2

No 2º dia da Semana da Alimentação publicámos este artigo, em resposta às centenas de pedidos sobre esta matéria. Prometemos apoio personalizado para os casos mais críticos...Meu e da Dra. Marta!


O horário das refeições representa, para muitas famílias, uma verdadeira dor de cabeça devido ao comportamento das crianças à mesa. As birras e a recusa alimentar geram frequentemente preocupação e angústia nos pais, ocasionando muitas dúvidas de como agir perante tais situações.


Quem é que já não teve de enfrentar casos destes quando apresentou sopa, legumes ou peixe ao filho?


É nestes momentos que muitos pais põem em causa as suas competências parentais. Muitas vezes, cansados de um longo dia de trabalho, acabam, por vezes, por obrigar terminantemente a criança a comer (“Não sais da mesa até eu ver o prato completamente limpo. E ponto final!”) e, noutras, por ceder, como forma de evitar o conflito (“Pronto…deixa lá…come então só mais uma garfada de arroz que tu gostas.”).
Uma das maiores dificuldades com que os pais de deparam consiste, precisamente, em equilibrar as expressões de afecto e compreensão com a firmeza necessária para serem consistentes nas regras implementadas ao longo do dia.

Regras à mesa!

Uma boa estratégia na imposição de regras e limites consiste no recurso ao reforço positivo.
- Em primeiro lugar, decida firmemente se quer impor determinada regra, como por exemplo, “comer duas conchas de sopa a todas as refeições”. Se optar por impor a regra, então terá que ser firme e mantê-la até ao fim…com calma e firmeza.
- Explique claramente ao seu filho a razão de ser da regra: “Tens que comer sopa todos os dias porque a sopa ajuda a que sejas saudável e forte que é como a mamã quer que sejas porque gosta muito de ti”.
- Dê sempre o exemplo, comendo também. Os pais são os maiores modelos para os filhos e a criança vai achar que também deve comer a sopa para ser saudável e forte…como os pais!
- Na hora das refeições, tente criar um ambiente tranquilo, onde seja possível saborear serenamente os alimentos, respeitando o ritmo de cada um.

O Mapa de Reforço

Para lidar com as birras existe uma excelente estratégia que consiste na elaboração de, um Mapa de Reforço. Este mapa pode aplicar-se a crianças com alguma capacidade de compreensão (por volta dos 2/3 anos). Consiste, basicamente, na construção de uma grelha/tabela com os dias da semana e as respectivas refeições em que a família pode fazer parte deste mapa, tornando esta actividade muito divertida...).
Decida, em conjunto com a criança, quais os comportamentos a atingir: “Comer a fruta em todas as refeições sem birras” ou “Estar sentado à mesa durante toda a refeição”. É importante que os comportamentos a atingir sejam realistas ou sejam possiveis de serem atingidos pelas crianças. E que ela colabore no que se vai ditar.
Ao longo da semana, vai anotando no quadro, a “avaliação” obtida. Poderá utilizar, por exemplo, um sol caso o objectivo tenha sido atingido plenamente, uma nuvem cinzenta se o seu filho comeu tudo, mas existiu uma pequena birra e uma nuvem com relâmpago se houve birra e se recusou a comer. Poderão, caso a criança goste, optar por desenhar e pintar ou por recortar e colar imagens…Ou até comprar uns bonitos autocolantes.
Defina muito bem, em negociação com a criança, quais os critérios para a conquista da recompensa. Por exemplo, se ao longo da semana conseguir um determinado número de sóis, então no sábado ao jantar, tem direito a escolher o seu prato favorito.

Na utilização dos mapas de reforços, lembre-se de:
1 - Definir, claramente, quais os comportamentos a atingir e em que período de tempo. Isto deve ser feito em negociação com a criança, de forma a criar recompensas significativas para ela e a criar objectivos que ela se sinta capaz de atingir. Caso contrário, não haverá motivação e o sucesso surgirá com facilidade. Evite recompensas materiais, como ter direito ao brinquedo ou ao telemóvel desejados e aproveite para criar momentos de lazer e partilha em família;
2 - Adaptar a estrutura do mapa de reforços (que poderá colocar na porta do frigorífico) à idade e estádio de desenvolvimento do seu filho. Escolha imagens que façam sentido para ele e não caia no erro de criar algo que ele ache demasiado infantil, ou sério;
3 - Reserve, todos os dias, 5 minutos para, em conjunto, avaliarem o comportamento e registarem o resultado no mapa;
4 - Se o seu filho conquistar a recompensa decidida, não falhe no cumprimento da mesma. Estabeleça, logo à partida, de forma muito concreta, como, quando, onde, com quem, etc. é que ele irá usufruir dela e …cumpra o estipulado…sem desculpas. Ou a criança não irá esforçar-se mais nem voltar a confiar mais em si;
5 - Comece por estabelecer objectivos mais acessíveis e vá progressivamente exigindo comportamentos cada vez mais adequados.

E muito importante: não espere que logo na primeira semana o seu filho se porte sempre bem, tenha paciência e … não desista. Entretanto dê o exemplo!

Dra. Marta Salazar

Psicóloga

Equipa BabySol®


E porque estámos na Semana de Alimentação, temos que ajudar...mais! Aqui fica o ficheiro com a Tabela de Reforço para download. Declaremos fim às birras!

Gostou deste artigo? Leve-o consigo e ofereça-o! Versão pdf aqui.


Leia também da Autora:
Birras alimentares
Regras à mesa: como consegui-lo?
Pais à beira de um ataque de nervos
O meu filho é alérgico

O meu filho não come (BabySOL)


Receba as actualizações do Portal BabySol®:

Introduza o seu email:

Delivered by FeedBurner




Email

Sigam BabySol® nas Redes Sociais:




3 comentários:

  1. Adorei este artigo! Sou educadora e vou passar aos pais da minha sala porque tenho uns 4 casos complicados "à mesa"!

    **

    ResponderEliminar
  2. olá,eu estou a fazer uma PAP (Prova de Aptidão Profissional)sobre os distúrbios alimentares na infância e precisava muito da sua ajuda. Gostaria de lhe fazer algumas perguntas. Agradeço a sua atenção. O meu mail é anikasimoes@hotmail.com sou a Ana Simões

    ResponderEliminar
  3. Olá Ana,
    Obrigada pela sua participação e interesse.
    É necessário conhecer com mais detalhe o apoio que necessita.
    Queira fazer o favor de entrar em contacto connosco para babysol.burri@gmail.com

    Até breve,
    Solange Burri

    ResponderEliminar

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!