Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Leguminosas que decoram a vida das crianças! Por dentro e por fora!


Gostei tanto deste conceito de alimentação alegre à mesa, representado pela Eats Real para atrair as crianças! Comer deve ser um ritual de respeito, sabor, convívio e alegria! Imperativo! Celebramos com mais um artigo BabySOL, a parceria com a Rubrica Eats Real Expert Dra. Solange Burri, no site nacional da Eats Real, esperando muito sucesso para ambas as partes ;-)

Há pois, mil razões, para ficarem por perto! Ideias, conselhos e opções decorativas não vão faltar!

As leguminosas na dieta infantil

As leguminosas - ervilhas, lentilhas, feijão, grão de bico - são uma excelente fonte de ferro e vitaminas pelo que não devem ser esquecidas...agora que o tempo começa a querer aquecer. Lembre-se apenas que só deverá dar ao seu filhote depois dos 12 meses, salvo recomendação pediátrica...

O ritual de cozinhar perdeu interesse nos dias de hoje, optando-se muitas vezes por refeições rápidas e quase sempre pouco nutritivas. No entanto, existem formas de cozinhar com alguma rapidez, e que garantem uma alimentação saudável e nutritiva. Compostas por nutrientes essenciais como os hidratos de carbono, as proteínas, vitaminas, minerais e fibras, as leguminosas oferecem várias vantagens ao organismo:
- Contribuem para o bom funcionamento do organismo e do sistema nervoso;
- São alimentos que intervêm nas reacções metabólicas e ajudam a regular o trânsito intestinal.
Com alguns truques, é possível ingerir ervilhas, grão de bico ou outros tipos de feijão todos os dias, promovendo um estilo de vida saudável, com refeições saborosas e que não sobrecarreguem o estômago.

10 truques para uma refeição fácil e nutritiva

Conheça pois algumas dicas para introduzir as leguminosas na alimentação infantil:

1 - Prepare um puré com menos batata e complementando com feijão ou grão. Pode ser uma alternativa à leguminosa no seu estado convencional e diversifica também a oferta alimentar diária. Na fase da adaptação de texturas, os purés enriquecidos com as leguminosas representam uma excelente estratégia para ensinar o Bebé a mastigar além de diversificarem as ideias da cozinheira...;

2 - O feijão absorve o sabor dos condimentos com que é preparado, o que permite realçar o seu sabor. Por isso, aproveite e combine a leguminosa com ervas aromáticas (ex. coentros, alecrim, manjericão), cebola e alho. O pimento vermelho e a courgete também podem ser misturados e perfumam os cozinhados sem alterar significativamente o teor calórico mas antes potenciando o consumo de fibra através dos legumes;

3 - Lembre-se, a combinação de arroz com feijão conjuga as distintas proteínas destes dois alimentos e é uma refeição bastante nutritiva pelo que, nesta refeição, alimentos como carne, peixe ou ovo, que veiculam proteína animal podem ser dispensados;

4 - Se o seu filho não aprecia muito do sabor das ervilhas, recorra a este truque infalível. Faça um ligeiro creme de batata onde inclui uma pequena porção de ervilhas. Passe muito bem com a varinha mágica e ofereça à criança. Aumente gradualmente a quantidade de ervilhas, das próximas vezes. Quando estiver bem adaptada, ofereça então esta leguminosa no prato, salteada em alho e um fio de azeite.

5 - Aproveite a água da cozedura das leguminosas para enriquecer as sopas, caldos, arroz ou um guisado, uma vez que esta é rica nas vitaminas libertadas;

6 - O feijão ou grão-de-bico enlatados podem ser utilizados em saladas – mista, ou enquanto alimento principal - para acompanhar a carne ou o peixe. Verifique apenas o rótulo e escolha os produtos livres de conservantes;
7 – Por que cozer o feijão ou o grão pode demorar algumas horas, e não há certeza de que fique logo tenro, existe sempre a opção de recorrer às leguminosas preparadas e ainda aproveitar a água do preparado, rica em nutrientes;

8 - Apesar de o feijão t
er poucas calorias, tenha atenção à gordura (mesmo que seja azeite) que usa e ao sal que adiciona, pois pode alterar os seus benefícios nutricionais. Prefira as gorduras vegetais e opte pelas ervas aromáticas que potenciam o sabor dos alimentos e induzem à diminuição da quantidade de sal adicionada;

9 – Se é vegetariano, e quer tirar todos os benefícios destes alimentos, aumente gradualmente o consumo das leguminosas até que consiga consumir entre três a quatro chávenas de feijão e ervilhas por semana. Não se esqueça de adicionar sempre arroz ou massa à sua refeição, de forma a ingerir todos os aminoácidos essenciais das proteínas vegetais, menos completas, que as de origem animal.

10 - Independentemente de se tratar de um consumidor infantil, adolescente, adulto ou idoso, o consumo de leguminosas está implicado na manutenção saudável do estado de saúde. É pois fundamental tornar a confeção bastante apelativa e diversificar os sabores destes alimentos, à mesa. Para as crianças mais pequenas, apelar a acessórios que decorem a sua mesa e os estimulem a enraizar uma relação positiva com a comida é o primeiro passo numa educação alimentar efetiva!
Estes Divisores coloridos aqui na Eats Real, alegram o prato e são uma maneira prática e rápida de criar uma apresentação diferente para os mais pequenos.

Salienta-se ainda que a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o consumo regular de leguminosas de modo a contribuir para a ingestão diária de proteínas, hidratos de carbono, fibras, vitaminas e minerais na população. A nova Roda dos alimentos sugere o consumo diário de uma porção diária para crianças até aos 3 anos*. Para este efeito, pode usar estas

divertidas formas de silicone, como medidor de porções infantis para ajudar a controlar as quantidades à mesa ou apenas como um apontamento divertido!

A partir dessa idade são recomendadas duas porções destes alimentos. Estas recomendações podem facilmente ser cumpridas se forem recuperados hábitos alimentares antigos, como os ovos escalfados ou acompanhando a carne ou o peixe com um delicioso arroz de feijão. Outra alternativa é enriquecer a sopa com um pouco de feijão, ervilhas ou grão e reduzir a quantidade de batata incorporada.


(*) Segundo a nova Roda dos Alimentos
1 porção de leguminosas =
1 colher (sopa) leguminosas secas cruas (ex: grão de bico, feijão, lentilhas) (25g)
3 colheres (sopa) de leguminosas frescas cruas (ex: ervilhas, favas) (80g)
3 colheres (sopa) de leguminosas secas / frescas cozinhadas (80g)






Siga BabySol® nas Redes Sociais:
Email

Receba as actualizações do Portal BabySOL®:

Introduza o seu email:

2 comentários:

  1. Boa tarde e parabéns pela excelente partilha que faz connosco!
    Preciso muita sua ajuda: tenho uma filha com 3,5 anos que pesa 13 kg. Ontem terminou um episódio vírico febril de 7 dias, tendo deixado de comer o que a deixou muito fraca e debilitada. Sempre foi uma criança difícil para comer o que quer que fosse (distraída é que vai comendo). Assim, pergunto-lhe qual a sua opinião sobre o tipo de sopa e refeição que devo começar a introduzir para que recupere o seu estado fisico. Muito grata aguardo resposta. Bjinhos e bem haja! Juliana

    ResponderEliminar
  2. Olá Juliana,

    Os momentos de doença são quase sempre restritivos na rotina alimentar da criança. Mesmo depois de terminada a doença e quase sempre associada a alguma relutância da criança, quer pelo mimo que normalmente absorve neste momento quer pela má experi~encia física que passou.
    Na minha opinião, deve ser paciente mas delicadamente persistente.
    Ofereça sempre sopa no início da refeição que deve ser ligeira (espessura e legumes introduzidos). Além disso, varie tanto quanto possível a oferta deste prato.
    Em paralelo, ao pequeno-almoço e refeições principais, ofereça sempre um alimento rico em hidratos de carbono.
    E nunca se esqueça da fruta crua.
    Espero ter ajudado.
    bjs e até breve,

    Solange Burri

    ResponderEliminar

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!