Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

domingo, 13 de maio de 2012

Quando comer a fruta... antes ou depois das refeições...?

Tenho a seguinte dúvida, suscitada por opiniões contraditórias de várias pessoas: tinham-me dito que não deveria terminar as refeições principais da minha filha (20 meses) com fruta, porque o açúcar presente nesta dificultava a digestão e impedia a absorção por parte do organismo de alguns nutrientes importantes (razão pela qual também não se deve beber leite às refeições, uma vez que também contém um açúcar, a lactose). No entanto, e mais recentemente, li que as vitaminas existentes na fruta ajudam a absorver alguns nutrientes como o cálcio e, por isso, deve acabar-se sempre uma refeição com fruta… Fiquei confusa…(Mamã J., filhota 20 meses)

De facto existe algum contrasenso no que diz respeito ao consumo de fruta antes ou depois das refeições..


ANTES
A fruta que contém elevada percentagem de fibra e água, se ingerida antes das refeições, tem um elevado poder saciante permitindo assim que a pessoa consuma menor quantidade de alimentos durante a refeição, por vezes mais ricos em gordura e evitando assim um aporte calórico superior àquele que gastará; esta estratégia costuma ser muito aplicada em casos de excesso de peso, infantil ou não.


DEPOIS
Pensa-se que a fruta, e todo o seu potencial valor vitaminico não será tão rentabilizado pelo organismo quando esta é consumida no final da refeição. Por outro lado, a riqueza que apresenta em vitamina C é de extrema importância para optimizar a absorção, quer do cálcio, quer do ferro, pelo que se recomenda a sua ingestão no final da refeição.

Como vê ambas as teorias apresentam alguma veracidade relevante, depende é o fim que se pretende atingir. Na minha opinião não me parece favorável dar durante as refeições pois acaba por confundir a individualização de sabores, tão importante para o desenvolvimento sensorial do bebé. Penso que no caso da alimentação infantil, e salvo recomendações pediatricas, é preferível oferecer a fruta no final da refeição salvaguardando sempre:
a) Que a fruta seja preferencialmente dada crua e bem madurinha;
b) Que a quantidade de alimento dado antes da fruta não seja exagerada para que não reste apetite, por parte da criança, para acabar a refeição com fruta.




Consultora em Alimentação em Escolas e Infantários
(Mestrado na área da Nutrição Infantil)



Leia também:

Siga BabySol® nas Redes Sociais:
Email


Receba as actualizações do Portal BabySOL®:


Introduza o seu email:


Sem comentários:

Enviar um comentário

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!