Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Dia da Alimentação: o Papel dos Pais na dieta das crianças...


Nos últimos anos o tema Alimentação tem sido fortemente badalado, alertando o consumidor de alguns cuidados que deve esforçar-se por cumprir, no seu quotidiano. Contudo, a enorme pressão social e a falta de tempo, teimam em contribuir para a implementação de estilos de vida saudáveis e práticas alimentares saudáveis... mesmo nas crianças!

Em análise, constata-se que os pais, cidadãos da vida em particular azáfama são, no seu meticuloso papel de educação dos filhos, por vezes, os primeiros a descurar a saúde das suas crianças, ao arrastarem para casa os hábitos alimentares incorretos que não conseguem vencer, sendo por outro lado estimulados pelas fortes e estratégias campanhas publicitárias de produtos alimentares infantis.

Cientistas de todo o mundo reportam que as principais causas da obesidade infantil, epidemia devastadora do século XXI, resulta do consumo abusivo e descontrolado de alimentos prejudiciais, que os progenitores compram, nomeadamente bebidas açucaradas e pastelaria demasiado processada, rica em sal e gorduras saturadas.  O consumo, contínuo e descontrolado, de alimentos muito ricos em sal (sódio) é outro problema silenciosa que assola a Saúde Pública, em Portugal, entre outros Países.

Neste Dia da Alimentação, peço aos Pais para refletirem sobre a contribuição que têm vindo a assumir no dia-a-dia dos seus filhos... Sobretudo no contexto doméstico.

Porque não tirar partido do cuidado alimentar com que deve privilegiar os seus filhos e, a pretexto, mudar também os seus? As regras são simples…- Honrar o pequeno-almoço com lacticínios, fruta e cereais pouco refinados (pão de mistura e cereais integrais);
- Respeitar intervalos das refeições não superiores a 3h30, mesmo que não tenha fome, consuma um iogurte ou uma peça de fruta;
- Abandonar o consumo de refrigerantes e outras bebidas com açúcar adicionado na sua composição;
- Salvar a reputação da sopa, elaborando simpáticas e simples composições de legumes;
- Colorir a alimentação: incorpore sempre, disfarçados ou não, legumes e fruta na comida…é bom e sabe bem, se feito com parcimónia.
- Respeitar o convívio familiar que as refeições socialmente devem destacar: a hora das refeições deve ser uma hora feliz para rentabilizar o pouco tempo que lhe dedicámos. Sorria e… solte a criança que há em si!
- Promover o exercício físico em Equipa com as crianças...todos dormirão bem depois!
- Manter-se sempre actualizado, recorrendo a fontes de informação credíveis que os profissionais de Saúde Alimentar promovem. Acompanhe um sítio on line, leia uma revista, reflicta sobre as notícias… Melhore, cada dia, o seu conceito sobre Alimentação Saudável!

É possível, económico e ... sabe bem!

Solange Burri
Consultora em Segurança Alimentar da Família


Leia também:
Como convencer as crianças a comer legumes?
Crianças insatisfeitas, com fome, o que se passa?Alimentação júnior: a fruta na merenda escolar
Dieta familiar: a transição do Bebé
A alimentação infantil do sec. XXI
Fast-food e as Crianças


Receba a nossa newsletter:




Introduza o seu email:


Sem comentários:

Enviar um comentário

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!